LEXUS ES 300h: Nova forma de ser

Durante muitos anos, o Lexus ES teve uma expressão nula ou quase nula na Europa. Apesar das suas dimensões generosas e de um preço competitivo face a veículos de luxo semelhantes, fugia ao paradigma que então era comum no mercado ‘premium’, com a Lexus a posicionar os seus modelos em concorrência direta com os carros alemães. Agora, com o ES, a marca japonesa segue o seu próprio caminho, reinventando o conceito de automóvel executivo, concentrando-se mais no conforto do interior do que em competir diretamente em potência e imagem. Embora não seja um substituto direto, o Lexus ES encaixa perfeitamente no lugar deixado vago pelo anterior modelo GS. Há quem possa pensar que a configuração de tração dianteira pode não ser tão “nobre”, mas não é um obstáculo para oferecer um bom prazer de condução nas versões com acabamentos mais desportivos. Também não precisa de motores V6 nem V8, contando apenas com o motor híbrido de quatro cilindros, potente suficiente para circular em velocidade de cruzeiro, e mantendo sempre os consumos mais baixos, uma preocupação cada vez mais importante mesmo entre os clientes mais abastados. Usando um nova plataforma, o Lexus ES 300h é mais comprido em 65 mm que a geração anterior, sendo também 45 mm mais largo e oferecendo uma distância entre eixos ampliada em 50 mm. Combinando estas novas características com um tejadilho e capô mais baixos, e uma secção dianteira inspirada na do LC 500h, o ES tem uma imagem desportiva o suficiente para convencer os mais céticos compradores europeus. No interior, a Lexus optou por desenhar um habitáculo com um ‘cockpit’ centrado no condutor, com um painel de instrumentos digital, onde dá para controlar o funcionamento do sistema híbrido, um volante multifunções com um controlo muito intuitivo dos botões, e um sistema de infoentretenimento com um ecrã de 12,3 polegadas, que inclui o sistema de navegação. Também pode optar por um ‘head up display’ que aproveita uma maior área do pára-brisas para o condutor poder visualizar informação sem ter que tirar os olhos da estrada. Se o condutor vai sentir-se confortável aos comandos do Lexus ES, os passageiros vão poder viajar em relaxamento total. O aumento da distância entre eixos resultou num aumento considerável das cotas de habitabilidade, que, na prática, deixam o banco traseiro com espaço suficiente para andar com as pernas quase esticadas ao máximo, sem sacrificar o conforto do condutor e dos passageiros da frente. Os acabamentos variam conforme os níveis de equipamento, com o ‘Business’, ‘Executive’ e ‘Executive Plus’ a oferecerem já um bom nível de luxo, mas quem quiser optar por um nível acima poderá passar para os ‘F Sport’, ‘F Sport Plus’ e ‘Luxury’. Eficiência total Como começa a ser normal na Lexus, o ES só está disponível com um único motor híbrido. O ES 300h combina o novo motor 2.5 de quatro cilindros, já usado na nova geração do RAV4, com um motor elétrico. Em comparação com o anterior 2.5, o novo propulsor é bem mais económico, com o sistema de injeção Atkinson (atrasando o processo de compressão no ciclo de quatro tempos) a garantir uma eficiência energética de 41 por cento. O total de potência combinada é de 218 cv, um ganho de cerca de 10 cv em relação à geração anterior, com um consumo médio anunciado de 4,4 litros por cada 100 quilómetros percorridos, corrigido para 5,3 l/100 km no novo ciclo WLTP. A marca de luxo da Toyota continua a insistir nos híbridos tradicionais, não sendo possível recarregar o motor elétrico numa tomada, mas o valor de eficiência do motor de combustão será suficiente para garantir consumos baixos em utilização real, podendo percorrer entre um e dois quilómetros só em modo elétrico. Nesta nova geração, mesmo com tração dianteira, houve uma preocupação grande da Lexus em garantir que o condutor se sentia bem ao volante do ES 300h, com destaque para a nova geometria da suspensão. Pequenas modificações ao sistema McPherson da frente garantem mais estabilidade em linha reta, incluindo amortecedores de controlo dinâmico. As versões desportivas podem ser equipadas com uma nova suspensão variável adaptativa, que dispõe de sensores para escolher de forma automática e consistente entre uma das 650 regulações eletrónicas possíveis.

Paulo Manuel Costa (texto)

FICHA TÉCNICA Motor 4 cilindros, 2487 cc, 16 v., inj., híbrido Potência 178 cv/5700 rpm (total: 218 cv) Tração Dianteira, caixa de variação contínua Suspensão McPherson à frente, triângulos duplos atrás Consumo 4,4 l/100 km Emissões CO2 120 g/km

VERSÕES E PREÇOS ES 300h Business 61.317€ ES 300h Executive 65.817€ ES 300h Executive+ 66.817€ ES 300h F Sport 67.817€ ES 300h F Sport+ 72.821€ ES 300h Luxury 77.321€

Destaque
Mais recentes
Tags
Siga-nos 
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic
PROJETO BLUEAUTO
EDIÇÃO NOVEMBRO 2020
CONTACTOS

PROPRIEDADE

Press.in, Lda.

NIPC: 505536293

Edifício LACS
Rocha Conde de Óbidos
1350-352 Lisboa

 

Mail: blueauto@pressfactory.pt

A BlueAuto é uma revista de periodicidade mensal dedicada à mobilidade sustentável e às inovações tecnológicas aplicadas ao mundo automóvel.

 

EDIÇÃO MENSAL

 

© 2018 PressFactory - Todos os direitos reservados