Nissan adere à “Corrida para o Zero”

Pioneira na mobilidade elétrica ao lançar em 2010 o primeiro automóvel elétrico no mundo destinado ao mercado de massa – LEAF –, a Nissan dá agora mais um passo na promoção da eletrificação e de um futuro mais sustentável ao tornar-se no primeiro construtor japonês a aderir à campanha “Race to Zero” (Corrida para Zero) apoiada pelas Nações Unidas. Comprometendo-se assim a acelerar as metas de eletrificação total e neutralidade de carbono da empresa. O fabricante automóvel nipónico também assinou o Compromisso de Ambição de Negócios (BAP – Business Ambition Pledge) da campanha de 1,5°C, alinhando-se assim com a meta de manter o aumento da temperatura global em 1,5°C acima dos níveis pré-industriais; além de ter aderido ainda à Iniciativa de Objetivos Baseados na Ciência (SBTi - Science Based Targets initiative), um requisito para a participação na campanha, tendo as metas de redução de carbono bem abaixo de 2°C da Nissan sido já validadas pelo SBTi, garantindo que estão alinhadas com a ciência para o clima. “Com a adesão ao SBTi e a participação nestas campanhas, estamos a renovar a nossa determinação de trabalhar com empresas com ideias semelhantes às nossas e com governos locais em todo o mundo para resolver os desafios das mudanças climáticas e realizar uma sociedade sustentável”, afirmou o presidente e CEO da Nissan, Makoto Uchida, com o mesmo responsável a acrescentar que para acelerar os esforços globais para alcançar a neutralidade de carbono a Nissan continuará a abordar essas várias questões de forma responsável, incluindo a promoção da eletrificação. Já que o ponto central dos planos de neutralidade de carbono da Nissan passa justamente pelo lançamento de automóveis eletrificados e tecnologias relacionadas, como acontece agora com a expansão em curso da sua tecnologia exclusiva “e-POWER” e com a chegada de novos automóveis totalmente elétricos como o “crossover” Nissan ARIYA (que tem lançamento previsto para o verão 2022). A Nissan pretende que 100% da sua oferta de automóveis totalmente novos seja eletrificada nos principais mercados (Japão, China, Estados Unidos e Europa) no início de 2030.


Tags:

Destaque
Mais recentes
Tags
Siga-nos 
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic