Volvo reforça aposta na segurança automóvel

A partir de 2022 será obrigatória a utilização, nos veículos europeus, de novas tecnologias de segurança que protejam os passageiros, os peões e os ciclistas. Essas novas tecnologias podem ajudar a reduzir o número de mortos e feridos nas nossas estradas, 90% dos quais são devidos a erros humanos. Os novos sistemas de segurança obrigatórios incluem dispositivos para controlo da sonolência e da distração do condutor (por exemplo, em caso de utilização de um telemóvel durante a condução), adaptação inteligente da velocidade, controlo da segurança em marcha-atrás através de câmaras ou sensores e registo de dados em caso de acidente (“caixa negra”), sistema de aviso de afastamento da faixa de rodagem, sistema avançado de travagem de emergência e cintos de segurança com maior resistência às colisões. Estas medidas foram anunciadas pela Comissão Europeia e resultam de um acordo político provisório alcançado entre as instituições europeias sobre a revisão do regulamento relativo à segurança geral, acordo esse que deverá agora ser sujeito à aprovação formal do Parlamento Europeu e do Conselho. Quem já se manifestou foi a Volvo, ao destacar que esta diretiva agora anunciada pela Comissão está completamente alinhada com a estratégia recentemente anunciada pela marca sueca: líder em segurança automóvel há mais de 90 anos, a Volvo tinha reforçado há poucas semanas a sua “Visão 2020” (que preconiza que a partir de 2020 ninguém perca a vida ou fique gravemente ferido a bordo de um novo carro da marca, objetivo que a Volvo destaca como um dos mais ambiciosos na longa história da indústria automóvel) ao revelar novas medidas para combater o excesso de velocidade, a intoxicação e a distração do condutor, reconhecidas como as três principais causas de acidentes. Assim, como forma de combater esses três fatores de risco a Volvo anunciou este mês que iria, a partir de 2020, limitar a velocidade máxima dos seus automóveis a 180 km/h, tendo também apresentado a 'CARE KEY', ferramenta que será de série em qualquer novo Volvo a partir do MY21 (2020) e que irá permitir aos condutores definir não só o seu próprio limite de velocidade mas também limites para eventuais familiares ou amigos a quem emprestem os seus carros. A nova aposta da marca em termos de segurança passa também por instalar um sistema de monitorização do condutor no qual seja possível avaliar o seu estado atrás do volante: monitorizado por câmaras e outros sensores, permitirá a intervenção do automóvel caso o condutor seja claramente identificado como intoxicado, cansado ou distraído e não estiver a responder aos sinais de aviso, aumentando assim a probabilidade de acidente. Por último, a Volvo anunciou ainda que vai partilhar todo o seu conhecimento em matéria de segurança com outros construtores, podendo as marcas concorrentes consultar relatórios e dados de segurança que resultam de 60 anos de pesquisa e investigação do fabricante sueco e que passarão a estar disponíveis num diretório central digital.

Destaque
Mais recentes
Tags
Siga-nos 
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic
PROJETO BLUEAUTO
EDIÇÃO NOVEMBRO 2020
CONTACTOS

PROPRIEDADE

Press.in, Lda.

NIPC: 505536293

Edifício LACS
Rocha Conde de Óbidos
1350-352 Lisboa

 

Mail: blueauto@pressfactory.pt

A BlueAuto é uma revista de periodicidade mensal dedicada à mobilidade sustentável e às inovações tecnológicas aplicadas ao mundo automóvel.

 

EDIÇÃO MENSAL

 

© 2018 PressFactory - Todos os direitos reservados