'Carsharing' vai reduzir número de veículos nas cidades

Uma das novas soluções de mobilidade automóvel preconizadas para os meios urbanos, o serviço de 'carsharing' vem reduzir significativamente o número de carros nas cidades, beneficiando assim o tráfego e o meio ambiente. A conclusão é citada pela DriveNow, empresa de partilha de automóveis disponível em várias cidades europeias, incluindo em Lisboa, onde oferece aos seus clientes uma gama de veículos das marcas BMW e Mini com tudo incluído (combustível, seguro e estacionamento) e assente no conceito de 'free floating carsharing', em que é possível deixar ou apanhar o carro, em qualquer local dentro da área de operação, com pagamento de 29 ou 31 cêntimos por minuto, e sem custos anuais ou outras comissões. Hoje em dia, um veículo de 'carsharing' substitui pelo menos três carros particulares, diz também a DriveNow, que destaca ainda como outra vantagem desta solução o facto da capacidade dos veículos de partilha ser seis vezes maior do que os veículos de propriedade privada: estatisticamente, estes permanecem sem uso por uma média 23 horas por dia, ocupando lugares de estacionamento que poderiam ser dedicadas a outras finalidades, como por exemplo espaços verdes. Uma situação que será ainda mais flagrante no futuro, com a introdução dos veículos totalmente autónomos: quando isso for realidade, um veículo de partilha estará em movimento praticamente o tempo todo, resultando isso em tornar possível atender às necessidades de viagem com muito menos veículos e a uma taxa de utilização muito maior.

Tags:

Destaque
Mais recentes