e-news

A NOVA MOBILIDADE

AUTOMÓVEL EM VíDEO

 

VEJA AQUI O PROGRAMA DA SEMANA

NOVOS MODELOS

Hyundai i30 estreia eletrificação

A Hyundai Portugal acaba de apresentar o novo Hyundai i30, já disponível no mercado nacional. O mais recente modelo da marca sul-coreana (o quarto de um total de 14 lançamentos previstos até ao terceiro trimestre 2021!) chega com preços muito competitivos, um novo design, novos sistemas de segurança e funcionalidades avançadas de conectividade, além de passar a estar disponível com eletrificação do tipo semi-híbrida. A gama de motorizações é bastante ampla, com o intuito de oferecer aos clientes uma maior liberdade de escolha, com destaque para o novo motor a diesel 1.6 CRDi de 136 cv que vem equipado com a tecnologia “mild hybrid” 48 V, que permite reduzir consumos e emissões. Destaque também para a estreia de uma caixa inteligente iMT, que desacopla o motor de combustão quando o condutor deixa de carregar no pedal do acelerador, oferecendo assim uma ainda maior economia de combustível. A par da eletrificação, outra das grandes novidades é o alargamento da versão N Line (linha desportiva) às três carroçarias do novo modelo: hatchback, fastback e station wagon.

NOVIDADE

Citroën AMI chega em junho

Parte integrante da estratégia de eletrificação total da sua gama com que a Citroën quer começar a democratizar o automóvel elétrico, sendo um dos vários modelos elétricos que a marca francesa vai lançar já este ano, o AMI é um veiculo que anuncia mobilidade urbana para todos. E não é para menos, já que promete dar continuidade a uma longa tradição de modelos Citroën que “sacudiram” o mercado e introduziram “uma nova maneira de pensar”, que é como é apresentado o AMI, novidade anunciada como uma solução para tornar a mobilidade urbana acessível e fácil: trata-se de um veículo zero emissões compacto e com ângulo de viragem ágil, características que o tornam ideal para os centros urbanos e lugares de estacionamento mais apertados. E com esta visão para o futuro da mobilidade urbana a Citroën inova também no modelo de comercialização, uma vez que vai ser comercializado 100% online: sabe-se agora que também em Portugal será possível contactar com o AMI nas lojas FNAC e em alguns concessionários da marca, onde será igualmente possível testá-lo. Outra novidade é que a abertura de encomendas acontecerá já em maio, com a chegada das primeiras unidades ao mercado nacional agendada para junho. Quanto a preços, ainda não são conhecidos valores finais, embora seja intenção da marca que o AMI tenha uma oferta coerente em toda a Europa, pelo que o preço de comercialização deste irreverente modelo 100% elétrico não deverá andar muito longe dos 7200€ que é o seu preço anunciado em Espanha.

vídeo: https://www.youtube.com/embed/54tUE6ttjuc

ELETRIFICAÇÃO

Um Ferrari elétrico em 2030?

O rumo da eletrificação torna-se cada vez mais inevitável para os construtores automóveis, incluindo para as marcas desportivas. E o último exemplo parece ser dado pela Ferrari, que poderá lançar um primeiro modelo 100% elétrico durante o ano 2030. A novidade, já anteriormente dada como muito provável por meios italianos, terá sido avançada em primeira não pelo próprio Presidente da Ferrari, John Elkann, que numa “conference call” com analistas financeiros sobre os resultados 2020 antecipou que até final desta década a aposta na eletrificação passará apenas por modelos híbridos, e que só em 2030 surgirá o primeiro carro da marca do “cavallino rampante” com motorização exclusivamente elétrica. Outra novidade é que esse primeiro Ferrari elétrico deverá ser um modelo GT e não, como estava anunciado como mais provável, uma variante a bateria do Purosangue, o primeiro Ferrari com carroçaria SUV, esperado para o final deste ano ou início de 2022.

ENTREVISTA

Luís Barroso (Presidente da MOBI.E)

O Presidente da entidade gestora da rede pública de mobilidade elétrica, MOBI.E, é o entrevistado do mês na edição de fevereiro da BlueAuto. Nesta entrevista, Luís Barroso faz o balanço da rede nacional de recarga para veículos elétricos, anuncia como objetivo para este ano investir no aumento da potência e para os próximos 5 anos a duplicação anual da capacidade de carregamento e antecipa que em pouco tempo carregar um VE irá tornar-se uma tarefa ainda mais simples, com o desenvolvimento tecnológico a permitir também aproximar cada vez mais os tempos de carregamento de um VE dos tempos de abastecimento de um veículo a combustão.

Uma entrevista a não perder, que pode ser lida na íntegra aqui >

MERCADO

Polestar 1: abertura de novas encomendas

A marca de performance elétrica do Volvo Car Group anuncia agora a abertura de novas encomendas para o seu modelo Polestar 1. Disponível para encomendas exclusivamente online em Polestar.com, a produção final deste novo lote estará finalizada até final do ano e promete o mesmo sucesso do lote inicial, cujas encomendas esgotaram pouco tempo após a abertura. Este primeiro modelo da Polestar é um GT Hybrid de alta performance, equipado com um motor de quatro cilindros a gasolina com turbocompressor auxiliado por dois motores elétricos, colocados no eixo traseiro e geridos de forma independente. Com 619 cv de potência máxima e 1000 Nm de binário, o Polestar 1 anuncia o melhor valor do mercado em termos de autonomia em modo puramente elétrico para um modelo com este tipo de motorização: 124 km (em ciclo WLTP).

TECNOLOGIA

Novo SEAT Leon a gás natural

A SEAT iniciou a produção do novo Leon TGI, que estará disponível tanto na variante de 5 portas como Sportstourer, com caixa manual e DSG. Esta versão a gás natural junta-se à gama de motorizações já existente, alargando assim a escolha disponível, que passa a incluir versões a gasolina (TSI), diesel (TDI), “mild-hybrid” (eTSI), híbrido plug-in (e-HYBRID) e agora também gás natural comprimido (TGI). Em termos ecológicos e de benefícios fiscais, a tecnologia de GNC proporciona uma redução do custo por quilómetro estimada em até 50% dos valores de um modelo a gasolina equivalente e até 30% inferior aos de um diesel. Equipado com o motor de quatro cilindros 1.5 TGI, capaz de desenvolver 130 cv de potência e 200 Nm de binário, o novo Leon TGI é alimentado por três depósitos para gás natural comprimido (GNC) com uma capacidade total líquida de 17.3 kg, correspondendo a um alcance de 440 km sem necessidade de reabastecimento. E mesmo que os depósitos de GNC se gastem até ao fim, o sistema muda automaticamente para a alimentação a gasolina, assegurando a viagem até ao posto de abastecimento de GNC mais próximo. A gasolina é fornecida por um depósito adicional de 9 litros. O consumo de combustível é de apenas 3.9 kg a 4.3 kg de gás natural a cada 100 quilómetros, com 107 a 118 g/km de emissões CO2 em ciclo WLTP. O novo SEAT Leon TGI ficará disponível em Portugal com os níveis de equipamento Style e FR, que, especificamente nesta motorização TGI, receberão de série o SEAT Digital Cockpit, uma estreia na gama do Leon TGI.

PROJETO BLUEAUTO
EDIÇÃO FEVEREIRO 2021
CONTACTOS

PROPRIEDADE

Press.in, Lda.

NIPC: 505536293

Edifício LACS
Rocha Conde de Óbidos
1350-352 Lisboa

 

Mail: blueauto@pressfactory.pt

A BlueAuto é uma revista de periodicidade mensal dedicada à mobilidade sustentável e às inovações tecnológicas aplicadas ao mundo automóvel.

 

EDIÇÃO MENSAL

 

© 2018 PressFactory - Todos os direitos reservados