AO VOLANTE

e-news

A NOVA MOBILIDADE

AUTOMÓVEL EM VíDEO

 

VEJA AQUI O PROGRAMA DA SEMANA

NOVOS MODELOS

Contagem decrescente para o novo CUPRA Formentor

Reta final para o lançamento do novo CUPRA Formentor, diz a marca desportiva da SEAT: o CEO da CUPRA, Wayne Griffiths, testou esta semana o Formentor dentro das instalações da marca em Martorell, acompanhado por Jordi Gené, piloto da CUPRA e campeão do World Touring Car Championship, num teste que marca o início da contagem decrescente para o início da produção deste novo modelo, que irá circular pelas ruas a partir do outono. As pré-reservas para o primeiro modelo desenvolvido exclusivamente para a CUPRA estarão disponíveis já a partir do mês de julho. Apresentado em estreia mundial no passado mês de março, este “crossover” de alto desempenho combina o próprio ADN da marca com tecnologia de ponta, um design exterior deslumbrante e cativante, um interior personalizado e opções mecânicas avançadas e de alto desempenho: o Formentor estará disponível com uma vasta gama de motores, incluindo um motor a gasolina de 310 cv e, a partir de 2021, também um híbrido plug-in com um total combinado de 245 cv e uma autonomia exclusivamente elétrica de aproximadamente 50 quilómetros.

NOVOS MODELOS

Ford Focus eletrificado

Depois do Puma, Kuga e Fiesta, a Ford integra agora a mecânica eletrificada EcoBoost Hybrid também na gama Focus: o sistema “mild-hybrid” de 48 volts melhora os consumos e aumenta as performances. A mais recente e evoluída geração do Ford Focus equipada com um motor eletrificado EcoBoost Hybrid, mais económico e eficiente, já está disponível para encomenda em toda a Europa. A sofisticada tecnologia “mild-hybrid” de 48 volts permite que o novo Focus 1.0 litros EcoBoost Hybrid disponibilize uma potência de 155 cv e 93 g/km de emissões de CO2 (NEDC), conseguindo uma melhoria nos consumos de 17% em comparação com o bloco a gasolina EcoBoost de 1,5 litros associado à transmissão manual de seis velocidades, a combinação equivalente em comercialização até à data. Também disponível em versão de 125 cv de potência, a nova mecânica EcoBoost Hybrid do Focus substitui o motor 1.0 EcoBoost a gasolina tradicional, integrando ainda a tecnologia de desativação de cilindros (que permite desligar automaticamente um dos cilindros quando a capacidade total do motor não é necessária, como em descidas ou em velocidades de cruzeiro, ou ainda em situações mais brandas em termos de exigência mecânica) de modo a ajudar a melhorar ainda mais os consumos. Estes novos motores EcoBoost Hybrid estão disponíveis em toda a gama Focus.

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

Volvo Cars adere à Green Recovery Alliance

A Volvo Cars anuncia que aderiu à Green Recovery Alliance, aliança que reúne empresas, ONGs, representantes de governos e outros membros numa iniciativa que pretende constituir uma “Call to Action” para a recuperação económica baseada na sustentabilidade. “A Europa deve aproveitar esta oportunidade para se concentrar numa recuperação baseada na sustentabilidade. As pessoas querem produtos sustentáveis e esperam ações concretas por parte das empresas. Vemos isso na nossa quota de vendas de automóveis eletrificados, que duplicou apesar da pandemia”, explica Håkan Samuelsson, CEO da Volvo Cars, acrescentando: “É necessário o apoio a investimentos em infraestruturas de carregamento e energias renováveis. Ao juntarmo-nos à Green Recovery Alliance, reforçamos a nossa posição ambiental”. Recorde-se que a Volvo tem a sustentabilidade no centro das suas operações, tendo já divulgado um ambicioso plano ambiental – um dos mais ambiciosos da indústria automóvel – no qual o construtor sueco assume como meta a atingir até 2040 um impacto climático neutro para as suas atividades: esse plano vai muito além da redução das emissões através da eletrificação, englobando também as emissões dos processos de produção, a cadeia de fornecedores e a utilização de material reciclado. Primeiro dos construtores automóveis tradicionais a ter anunciado um compromisso total com a eletrificação e a substituição dos automóveis com apenas motor a combustão, a Volvo Cars tem como objetivo declarado a atingir até 2025 que 50% do total das suas vendas mundiais sejam versões eletrificadas.

VÍDEO

Citroën: uma nova geração C4

A apresentação oficial do novo Citroën C4, que irá incluir uma variante 100% elétrica ë-C4, está marcada para a próxima terça-feira, dia 30 de junho. E a marca francesa faz agora a contagem decrescente até essa apresentação com um novo vídeo, no qual relembra os seus icónicos modelos do segmento C que antecederam esta nova geração do C4...

EVENTO

Resumo do “On Mobility Online” #2

Dedicada ao tema “A Mobilidade Pós Covid-19”, esta 2ª edição da série de eventos ON Mobility abordou o novo paradigma da mobilidade nesta renovada realidade pós pandemia, com destaque especial para o papel dos veículos elétricos.

Vale a pena relembrar que a série ON Mobility, que iniciámos em março, em parceria com a EcoMood Portugal, tem como missão juntar a comunidade ligada à mobilidade elétrica e unir esforços para informar e educar o país, no sentido de acelerar este movimento e transformá-lo numa realidade que veio para ficar.

A ideia é sensibilizar não só as empresas e os empresários, mas também o público em geral, para as oportunidades da eficiência energética ligada à mobilidade.

Neste contexto em que continuamos a evitar a proximidade física, a perspetiva das pessoas sobre a mobilidade está, naturalmente, a mudar; e, com isto, surgem questões importantes como: de que modo podemos garantir a evolução da mobilidade sustentável neste novo paradigma? O que está já a ser feito? E qual o papel de todos nós nesta evolução?

Convidámos oradores representativos de vários setores relacionados com a mobilidade sustentável para debater sobre estas questões, e muitas mais, e encontrar novos caminhos e soluções para um mundo mais sustentável.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro ON Mobility, desta vez não houve apresentações individuais - os palestrantes debateram entre si. E houve já algum “semi-desconfinamento”, com parte dos oradores e moderadores a participarem presencialmente* e outra parte dos oradores a participarem remotamente, através do GoToWebinar, tal como todos os nossos espectadores.

 

Formámos dois painéis de debate: no primeiro painel, questionámos os nossos convidados sobre o novo paradigma da mobilidade na pós-pandemia; e, no segundo painel, abordámos, em específico, o papel que os veículos elétricos terão neste novo paradigma.

 

Oradores convidados do ON Mobility Online

| A Mobilidade Pós Covid-19

 

 

No primeiro painel, moderado pelo António Gonçalves Pereira, da EcoMood, falámos sobre o estado da mobilidade sustentável em Portugal e analisámos as soluções existentes, as tendências e as oportunidades que se revelam a cada dia que passa. Chegámos à conclusão que ainda há muito a fazer no que diz respeito à sustentabilidade no nosso país: a falta de espaço nas cidades é um problema e infelizmente a mobilidade elétrica não é suficiente como solução, mas a mobilidade partilhada e os transportes públicos já são opções promissoras nesse sentido. Estará nas mãos do governo incentivar a utilização dos mesmos!

O Miguel Baptista, da MUBi, adiantou que ”enquanto não existir solução para esta pandemia, vão ser usados mais veículos próprios e a bicicleta poderia ser uma solução, se as cidades estivessem preparadas para tal”.

Pedro Pinto, da eCooltra, disse que “os veículos de duas rodas ajudam a resolver a questão do espaço nas cidades e ajudam a democratizar a mobilidade sustentável, para além de requererem um investimento inicial mais reduzido”. Quando apareceu em Portugal, a eCooltra desempenhou um papel importante na sensibilização para a mobilidade sustentável, através da facilitação do acesso a veículos elétricos de duas rodas, e continua, desde então, a apostar na evolução das gamas de veículos.

Uma contribuição interessante do Adelino Dinis, da WattsOn: “A crise económica que vivemos no momento pode fazer com que utilizemos os nossos recursos de forma mais racional e até fazer uso de soluções que a tecnologia nos faculta.”

Falou-se também do tema da multimodalidade como o futuro da mobilidade: cada vez mais a tendência vai para soluções integradas que permitem às pessoas conjugar vários meios de transporte complementares na mesma viagem, com um título de transporte único.

O Adelino acrescentou: “os transportes públicos são decisivos [para a mobilidade sustentável das cidades], mas a sua cobertura é ainda muito limitada em Portugal.” Aqui o Miguel Baptista também adiantou que “é preciso que as autarquias comecem a apostar nas alternativas ao automóvel nas cidades.”

O painel de oradores aproveitou também para desmistificar alguns mitos que ainda persistem sobre a mobilidade elétrica.

No segundo painel, moderado pelo Adelino Dinis, da WattsOn, continuámos com uma análise ao estado atual das coisas, às iniciativas das marcas e fabricantes, e às oportunidades que temos à disposição. Desta vez, entrámos mais em pormenor, e especificamente, no mundo da mobilidade elétrica.

O Henrique Sanchez, da UVE, abriu o painel a convite do Adelino e falou-nos da sua experiência pessoal, terminando com um apelo à experimentação dos VEs: ”Primeiro estranha-se, depois entranha-se!”

O Antonio Melica, da Nissan, revelou a estratégia da marca que passa pelo investimento em novas tecnologias e num novo modelo de carro elétrico com mais autonomia. Acrescentou também que “a Nissan tem um compromisso muito forte com Portugal no que diz respeito à criação do ecossistema elétrico que permite tornar os processos mais eficientes e sustentáveis.” E anunciou, em primeira mão, que a Nissan irá oferecer o dobro do valor de subsídio estatal na compra dos seus Leaf!

Quanto ao atraso das marcas automóveis tradicionais na produção de veículos elétricos de duas rodas, o Pedro Pinto diz que “essas marcas foram apanhadas um pouco desprevenidas. Neste momento ainda não há um amadurecimento nos mecanismos de produção dos elétricos que permita dar fiabilidades equivalentes ao que os construtores tradicionais estão habituados a oferecer aos seus clientes, quer ao nível de performance, quer ao nível de autonomia. Já a China tem outra capacidade de produção e acaba por ser muito competitiva.”

O Pedro continuou, revelando mais detalhes sobre a mobilidade multimodal em Portugal e como a eCooltra está já a fazer parte dessa nova realidade. A eCooltra está a expandir a gama de veículos a nível ibérico. Em Lisboa, estão a testar novas áreas geográficas nas zonas suburbanas de Lisboa para garantir que cobrem as necessidades dos seus utilizadores da micro-mobilidade e colmatar falhas ao nível dos transportes públicos.

O Gonçalo Caeiro, CEO do Grupo JOYN, falou de um dos principais mitos ainda associados à mobilidade elétrica: “genericamente, as pessoas têm a ideia que a mobilidade elétrica é dispendiosa”. Para desmistificar este mito, o Gonçalo fala do exemplo do Grupo JOYN que passou toda a sua frota para carros elétricos: “devido aos incentivos fiscais que temos, no instante em que fazemos a conversão da frota para carros elétricos, estamos a poupar 50% do cash flow.”

Henrique Sanchez, da UVE, conclui que “esta pandemia serviu para todos nos apercebermos que os nossos comportamentos têm impacto” no ambiente, na economia e muito mais. “Nós podemos, e estamos já, a fazer a diferença!”.

Remata ainda dizendo que “Com o mesmo investimento, qualquer pessoa consegue ter um carro com uma eficiência energética muito superior a um motor de combustão interna, com muito melhor performance e muito mais ecológico.”

Antonio Melica, da Nissan, esclarece que “a mobilidade partilhada não é uma ameaça aos fabricantes, ela tem de ser aproveitada. O sector tem de mudar a abordagem com uma oferta de produtos e serviços inovadores que sigam as tendências e os desejos dos consumidores.”

O painel terminou com mais uma sessão de Q&A onde respondemos às questões dos nossos espectadores.

Fechámos o evento com os nossos agradecimentos a todas as empresas e instituições que apoiaram esta iniciativa: a Caetano Power, concessionário da Nissan, a ALD Automotive, a LeasePlan, o Grupo JOYN, a Infosistema, a Growin, a Nissan, a Uniksystem, a Fyld, a DocDigitizer, a Theros, a SemÁgua, a UVE, a eCooltra e a MUBi. E a BlueAuto e a WattsOn como parceiros de media.

E, por fim, deixámos os nossos espectadores com uma mensagem de encorajamento por parte da Presidente da Câmara da Amadora e o convite para o ON Mobility Amadora de 17 de Setembro, no âmbito das celebrações da Semana Europeia da Mobilidade.

Este ON Mobility Online serviu também para encerrar da melhor forma a primeira série do formato (RE)PENSAMENTOS, com que a EcoMood decidiu arrancar em pleno confinamento, em parceria com a TV Amadora. Pode ver todos os episódios aqui, na página ECOnversas do site da EcoMood Portugal.

 

Não perca o vídeo do evento e fique atento às novidades através do site e das redes sociais do ON Mobility.

Até breve!

 

* o evento decorreu nas novas instalações do Grupo JOYN (detentor da Evolut), num espaço devidamente preparado e cumprindo todas as normas de segurança da DGS.

 

 

Eva Calado

Head of Marketing

EVOLUT.info

PROJETO BLUEAUTO
EDIÇÃO NOVEMBRO 2020
CONTACTOS

PROPRIEDADE

Press.in, Lda.

NIPC: 505536293

Edifício LACS
Rocha Conde de Óbidos
1350-352 Lisboa

 

Mail: blueauto@pressfactory.pt

A BlueAuto é uma revista de periodicidade mensal dedicada à mobilidade sustentável e às inovações tecnológicas aplicadas ao mundo automóvel.

 

EDIÇÃO MENSAL

 

© 2018 PressFactory - Todos os direitos reservados