esquema.jpg

FCEV: COMO FUNCIONA?

Um FCEV (de “fuel cell electric vehicle”) é um veículo que recorre ao gás hidrogénio para gerar a eletricidade necessária à propulsão. Num veículo elétrico a bateria (BEV) a eletricidade é armazenada nas baterias, enquanto que num modelo FCEV é produzida através de um processo químico que tem lugar dentro da célula de combustível (“fuel cell”).

Há várias maneiras de produzir hidrogénio, sendo uma delas a eletrólise, processo químico

que produz hidrogénio usando uma corrente elétrica para separar a água (H2O) nos seus dois elementos primários: hidrogénio (H2) e oxigénio (O2). Na prática, num veículo do tipo “fuel cell” a célula de combustível converte o hidrogénio armazenado em eletricidade, usando essa eletricidade gerada a partir de uma reação química entre o hidrogénio e o oxigénio como fonte de energia para o motor elétrico. Esta tecnologia gera eletricidade para o motor tipicamente recorrendo ao oxigénio do ar e a hidrogénio comprimido, segundo um esquema-tipo como aqui se descreve:

1. O hidrogénio armazenado num depósito ou tanque específico é enviado para a célula.

 

2. O sistema “fuel cell” combina de imediato o hidrogénio com o oxigénio do ar que é captado pela grelha frontal do veículo.

 

3. Através de uma reação química, é então produzida eletricidade necessária para mover o automóvel, energia que é enviada para o motor elétrico quando se ativa o acelerador.

 

4. No final do ciclo, depois do hidrogénio ser combinado com o oxigénio na célula de combustível e de ser produzida energia, a única emissão gerada é vapor de água.

 

5. O depósito de hidrogénio é reabastecido como um vulgar depósito de gasolina/diesel, nas estações das redes de abastecimento de H2, num processo igualmente fácil e rápido que pode levar apenas alguns minutos, ficando então o veículo com uma autonomia que pode chegar a várias centenas de km.

numero-1.gif
numero-2.gif
numero-3.gif
numero-4.gif
numero-5.gif